Duas coisas me fazem lembrar o Jardim Botânico. A cena final da novela Por amor, com as personagens de Regina Duarte e de Antônio Fagundes andando pelo passeio das palmeiras imperiais; e a Xuxa, quando dava o endereço da Caixa Postal para mandar as cartas para a molecada pedir presentes. Essas referências denunciam a minha idade. Mas tudo bem. Este post será dedicado a um dos mais fabulosos cartões-postais do Rio de Janeiro, o belíssimo Jardim Botânico.

Siga o Roteiros Possíveis no Instagram @roteirospossiveis.

roteirospossiveis520Este espaço tem uma área total de 137 hectares, com cerca de 540 mil metros quadrados somente de área cultivada e aproximadamente 3.400 espécies de diferentes plantas oriundas de todas as partes do mundo, o que faz do Jardim Botânico um lugar único. Ele foi idealizado pelo príncipe regente D. João VI, quando a família Real veio para o Brasil, em 1808. A finalidade era criar um Jardim de Aclimação, para aclimatar as plantas de especiarias oriundas das Índias Orientais: noz-moscada, canela e pimenta-do-reino.

roteirospossiveis518Hoje, o local é essa belezura que encanta quem o frequenta. Ideal para todos os tipos de passeios: com crianças, com idosos, de casal, para curtir a natureza, para apreciar as sombras das árvores e fugir do calor cáustico da cidade, ou simplesmente para se perder entre as vielas formadas pelos corredores de plantas nativas e estrangeiras. O certo é que estar no Jardim Botânico é entrar em contato com o que há de mais belo e singelo na flora brasileira.

roteirospossiveis526roteirospossiveis523E não há só plantas por lá, não! Há o Centro de Visitantes, onde além de fazer comprinhas, se pode também conhecer um pouco mais da cultura brasileira, já que ali sempre há uma exposição legal de se ver.  E também há espaço para arte e para a poesia. Em uma parte do Jardim, bancos levam inscrições de frases da Clarice Lispector. Logo na entrada, há a obra de arte de A dança, da artista plástica Aline Pittaluga.

roteirospossiveis522.JPGNo jardim propriamente dito, há chafarizes, orquidário, bromeliário e cactário. Há também corredores de árvores como os craveiros-da-índia, jambeiros e das famosas e deslumbrantes palmeiras imperiais, registradas inúmeras vezes nas fotos dos visitantes. Há ainda um lindo lago com vitórias régias gigantes e algumas primaveras com flores diversas. Além de tudo, um vista diferente para o Cristo Redentor, no alto do Corcovado. Tudo encantador.

SAIBA MAIS: Como é visitar o Cristo Redentor com o Trem do Corcovado

roteirospossiveis527roteirospossiveis524As visitações podem ser feitas todos os dias, exceto no dia 25 de dezembro e 1º de janeiro. De terça a domingo, a bilheteria abre das 8h às 17h, e às segundas, das 12h às 17h. Lembrando que o ingresso deve ser comprado no local pela “bagatela” de R$ 15,00. Achei meio caro, quando se tem ao lado o Parque Lage, tão lindo quanto, e gratuito. Idosos e crianças pagam meia. Detalhe, lá não se aceita cartão de crédito. O pagamento deve ser de preferência com dinheiro trocado, porque as meninas que atendem parecem não gostar de dar troco, não. Ou elas não aprenderam fazer contas. Vai saber.

roteirospossiveis525Gostou do post. Quer saber algo mais. Deixe suas perguntas nos comentários. Aproveite e curta as redes sociais do Roteiros Possíveis. É grátis e não dói nada.

Instagram: https://www.instagram.com/roteirospossiveis/
Facebook: https://www.facebook.com/roteirospossiveis/
Twitter: https://twitter.com/blogroteirospos/
Pinterest: https://br.pinterest.com/roteirospossveis/pins/

Imagens: Anderson Corrêa / Carla Bianca

Anúncios