O quê se lê por aí sobre alguns hostels de Cartagena, especialmente a respeito dos que estão localizados na região da cidade amuralhada, é que são empestados de percevejos. Quando busquei um dormitório, fiquei preocupado com os comentários que li. Fazer uma viagem e sofrer com esse tipo de problema deve ser algo bem chato. Fiz uma pesquisa bem grande até achar um bom lugar. E encontrei. Em minha estada em Cartagena, a acomodação escolhida foi o Maloka Hostel Boutique. Vamos ao review!

Siga o Roteiros Possíveis no Instagram @roteirospossiveis.

LOCALIZAÇÃO – O Maloka Hostel fica na Calle de la Cruz, 9-111, uma rua bastante movimentada, dentro da cidade amuralhada, o que facilitou percorrer os principais pontos turísticos da cidade. Nesta rua ficam um grande supermercado e muitas lojas, inclusive daquelas que vendem produtos importados de todos os tipos.

Chegar até as principais atrações da cidade vai ser bem fácil. Uma caminhada até a torre do relógio, por exemplo, durará menos de 10 minutos. O problema vai ser só desviar do grande volume de pessoas pelas calçadas. Sim é muita gente nessa rua durante o dia, por causa do comércio. Em compensação, à noite, é bem vazia, o que ajuda a ter um sono mais tranquilo.

Pegar táxi ou Uber a partir do hostel é fácil. Tem muitos. Difícil é se locomover pelas ruelas, já que há muito movimento. Também, a partir do hostel é rápido chegar a Getsemaní, bem como ir para o Castillo de San Felipe de Barajas, que fica fora do centrão. Uma corrida de taxi para lá saiu por COP 10.000 (sem taxímetro). De Uber o valor é semelhante.

roteirospossiveis480INSTALAÇÕES – Sobre as instalações, não há muito do que reclamar. Até porque fiquei com meus companheiros de viagem em um quarto triplo. Na verdade era uma cama de casal e outra de solteiro. Tivemos que pagar um taxa extra de COP 50.000 para incluir uma terceira pessoa no quarto, já que no site de reserva só estava disponível para duas pessoas. O contato foi feito pelo Facebook do Hostel.

roteirospossiveis481O quarto era bem confortável, limpo e espaçoso. Tinha ar-condicionado, imprescindível em Cartagena, mas não tinha janelas. O banheiro era interno, assim tivemos maior privacidade. Havia ainda algumas prateleiras, cabide de roupas e cofre. O quarto fica no segundo andar, assim, precisamos subir alguns lances de escadas. Isso que pode ser problema para algumas pessoas, pois não há elevadores ou rampas.

roteirospossíveis484.JPGEm relação às áreas comuns, o ambiente era bem decorado e descontraído. A recepção fica no café que funciona no térreo do pequeno sobrado. Aliás, o café e as cervejas vendidos ali são ótimos. Mais adentro, ainda no térreo, fica um pequeno hall, com cadeiras e estantes com livros e mais adiante, algumas mesas onde é servido o café da manhã. Tem alguns quartos por ali, a cozinha e um banheiro.

No último piso, existe um terraço, com cadeiras e mesas para quem quer aproveitar a vista, que não é uma das melhores.

roteirospossiveis482SERVIÇOS – Começo pelo café da manhã servido à mesa (ou à inglesa). Uma xícara de café, pão de forma na chapa, suco, ovos mexidos e pedaços de frutas (banana, abacaxi, mamão). Cada dia um suco diferente e frutas diferentes. Gostosos, mas nada demais. O staff era bem atencioso, nos deu dicas muito legais e era prestativo. Havia uma sala para guardar as bagagens depois do check-out.

roteirospossiveis483Quanto ao wi-fi tenho algumas observações. Eu e minha amiga temos um iPhone e nos nossos aparelhos a internet muitas vezes não conectava. Mesmo mudando para outra rede que o hostel oferecia (4 no total). Pegava uma hora, daí saímos para os passeios e quando voltávamos gastávamos um bom tempo para reconectar. Teve uma noite que fiquei sem utilizar o wi-fi do hostel. Usando a minha rede própria. Contudo, no celular do meu amigo, de outra marca, a internet funcionava que era uma beleza. As mensagens apitavam logo que se aproximava da porta do hostel.

No mais, tenho boas impressões sobre o Maloka Hostel e voltaria a me hospedar nele. A diária no hostel custou COP 183.141, incluindo os 50.000 pela terceira pessoa. Assim, cada um de nós pagou COP 77.713, aproximadamente R$ 87,00, segundo a conversão do Booking (na época).

Gostou do post? Tem alguma dúvida? Deixe seu comentário. Aproveite curta as redes sociais do Roteiros Possíveis.

Instagram: https://www.instagram.com/roteirospossiveis/
Facebook: https://www.facebook.com/roteirospossiveis/
Twitter: https://twitter.com/blogroteirospos/
Pinterest: https://br.pinterest.com/roteirospossveis/pins/

Imagens: Anderson Corrêa

Anúncios