La Candelaria é a região mais histórica de Bogotá. É por ali que estão os principais atrativos da cidade, como já dissemos neste post aqui. Então, se hospedar por essa região vai ser uma mão na roda, já que conseguirá economizar com transporte, por exemplo. Sem falar que é uma localidade segura e bastante movimentada, mesmo durante à noite, pelo que percebi. Para os primeiros dias na cidade, escolhi o Explora Hostel.

Siga o Roteiros Possíveis no Instagram @roteirospossiveis.

Vamos ao review!

roteirospossiveis462LOCALIZAÇÃO– Como mencionei antes, um dos pontos positivos deste hostel é a sua localização. O hostel fica situado na Calle 12C # 3-19, em La Candelaria, a 6 minutos do Museo Botero e uns 10 minutos até a Plaza Bolívar. Fica um pouco distante do Aeroporto. Mas isso é o problema de toda cidade grande que tem os aeroportos internacionais fora da cidade. Paguei COP 30.000 no transfer que é oferecido pelo próprio hostel. O valor do Uber sairia o mesmo preço, e se caso o trânsito tivesse engarrafado, poderia subir, como já aconteceu comigo.

Nas proximidades existem alguns restaurantes, supermercados e farmácias. Indico aqui o Rincón Francês, uma padaria muito charmosa e com café delicioso, que fica na mesma rua do hostel. Aliás, o café da Colômbia é um dos melhores do mundo.

roteirospossiveis463INSTALAÇÕES– A área em comum é bem legal. Tem redes para descansar das caminhadas pela região. Ao fundo, há um pátio com mesas e cadeiras e uma pequena cozinha. Quando estive lá, estava tudo decorado para aniversário de alguém. Na parte de baixo ficam alguns quartos privativos. Já no piso superior os quartos compartilhados.

Fiquei num quarto coletivo com 4 camas. Três foram ocupadas por mim e pelos meus dois amigos. A subida tem de ser por escada, o que pode ser um grande esforço para alguns, já que a Bogotá é uma cidade situada em uma alta altitude. No primeiro lance eu já estava morto, carregando a minha mala. Mas depois se acostuma.

O quarto era amplo. Tinha locker, mas é preciso que leve seu cadeado. A cama era bem confortável. O hostel oferece um cobertor, porque à noite faz bastante frio. Por isso mesmo, não havia ar-condicionado. O banheiro compartilhado era bem limpo e com água quente. Uma estrutura bem confortável.

explorahostelSERVIÇOS – Vamos aos pontos positivos e negativos. O staff era bastante solicito. Apesar de pouco tempo no hostel, conseguiram nos ajudar em muitas coisas. O hostel tem uma sala para guardar malas após o check-out, já que nosso voo seria no fim da tarde. O wi-fi também funcionava bem, mesmo no quarto no segundo piso. O que não aconteceu muito em alguns hostel em que já estive. Como ponto negativo aponto apenas a falta do serviço de café da manhã. Mas a padaria que citei ajudou muito. De resto, voltaria sim a me hospedar ali.

A diária no hostel custou COP 30.000, equivalente a R$ 35,00 pelo Booking. O pagamento foi feito no hostel.

E aí, gostou do post? Diga o que você achou deixando seu comentário. Ajude o blog e compartilhe-o pelas redes. Aproveite curta e siga o Roteiros Possíveis pelas redes sociais.

Instagram: https://www.instagram.com/roteirospossiveis/
Facebook: https://www.facebook.com/roteirospossiveis/
Twitter: https://twitter.com/blogroteirospos/
Pinterest: https://br.pinterest.com/roteirospossveis/pins/

Imagens: Anderson Corrêa / Reprodução da internet

Anúncios