Que tal fazer uma viagem e conhecer dois países de uma só vez? Bom, não é? Quem se planejar bem, consegue visitar o Uruguai e Argentina de uma só vez, pagamos mais barato que uma viagem de avião e mais rápido que pegar a estrada. É possível se deslocar entre os dois países atravessando o Río de la Plata em barco num trajeto que dura entre 1h15 a 3h15, dependo do local de chegada e do tipo de traslado.

Siga o nosso Instagram @roteirospossiveis

Quando decidimos fazer a viagem, meus amigos e eu acabamos escolhendo voar do Brasil para o Uruguai, já que o voo estava mais barato e de lá seguiríamos para Buenos Aires, na Argentina, através do ferry boat. Fizemos as reservas pelo site, ainda no Brasil, com a empresa Buquebus. Há outra empresa que faz o serviço, mas essa é a mais conhecida e com o maior número de viagens.

Existe a opção de comprar pelo site argentino ou pelo uruguaio. Lembre-se que a taxa de câmbio vai variar de acordo com o dia do fechamento da fatura do seu cartão. Optamos por comprar a viagem de Montevidéu para Buenos Aires, com traslado de ônibus até Colonia del Sacramento, onde pegaríamos o barco. Essa foi o valor mais barato dentro do horário que queríamos. Podíamos ter saído direto do porto de Montevidéu, contudo o valor é duas vezes mais caro.

Confesso que foi uma viagem muito tranquila, exceto pelo pequeno contratempo que tivemos na estrada. Conto já. Antes vou relatar como foi o dia da viagem.

NA RODOVIÁRIA | Saímos do hostel Caballo Loco, onde ficamos hospedados em Montevidéu, logo depois do almoço. Pegamos o ônibus da linha CA1 para o Terminal Tres Cruces, ponto final desta linha. Na rodoviária, teríamos de fazer o check-in. Importante: mesmo que tenha os bilhetes impressos em mãos, terá de fazer o check-in na rodoviária. Lá, te darão o formulário de imigração. Guarde-o como se fosse sua vida.

Aliás, é sempre bom guardar qualquer pedaço de papel que te dão. No Uruguai, inclusive, existem fiscais que entram em alguns ônibus urbanos para verificar se você realmente pagou a passagem. Guardo também as notas fiscais. Faço isso para fazer as contas depois e recordar o que fiz e quanto gastei na viagem.

roteirospossiveis406NA ESTRADA | Pegamos o ônibus e seguimos rumo à Colonia del Sacramento. A estrada era um tapete. Havia wi-fi no ônibus, mas o sinal era fraco. A viagem duraria umas 2h30 até a cidadezinha. Consegui dormir um pouco. Lembra-se do contratempo que mencionei? Foi na rodovia que ele ocorreu. Pois bem, no meio do caminho o ônibus deu prego.

Todos os passageiros ficaram preocupados de perder o barco. Mas o motorista avisou que a embarcação só sairia quando a gente chegasse. Ele já havia comunicado a empresa para enviar outro veículo. Segundo ele, em pouco mais de uma hora estaria lá, já que tínhamos percorrido metade do trajeto. Mas para nossa sorte ele chegou em meia horinha. Conseguimos chegar antes das 19h no porto de Colonia.

NO PORTO | Nossas bagagens seguiriam direto do ônibus para o barco. Enfrentamos a fila chata e demorada da imigração. Sim, por cruzar o Rio de la Plata para outro país era necessário fazer todo o processo imigratório, que inclui carimbar passaporte e aquele formulário que entregaram no check-in da rodoviária também. Pode-se usar a identidade, como no aeroporto.

img_0009.jpgSubimos no barco que parecia muito confortável. Havia até um free shop, que só abre quando o barco zarpa. Há também uma agência de câmbio, que, diferentemente do free shop, só funciona quando o barco está atracado.

roteirospossiveis405A princípio, viajamos no parte de cima do barco, vendo o rio e o por do sol. Com o frio e um pouco de tontura, porque começou a balançar, descemos para área das poltronas (bem espaçosas) e dormimos um pouco. Já no terminal do Buquebus, em Puerto Madero – Buenos Aires, fomos pegar nossas bagagens que demorou muito para chegar à esteira. E no fim, tomamos um táxi para nosso hostel, na porta do Terminal.

Na volta, o trajeto o processo foi o mesmo. A exceção é que não compramos com traslado para Montevidéu com a Buquebus, já que passaríamos o dia em Colonia del Sacramento. Confira como foi nosso dia nesta cidade. Para voltar a capital Uruguai, pegamos um ônibus na rodoviária da cidade, pela empresa COT.

Gostou das dicas? Deixe seu comentário. Aproveite compartilhe este post e ajude a divulgar o Roteiros Possíveis pelas redes sociais.

Instagram: https://www.instagram.com/roteirospossiveis/
Facebook: https://www.facebook.com/roteirospossiveis/
Twitter: https://twitter.com/blogroteirospos/
Pinterest: https://br.pinterest.com/roteirospossveis/pins/

Imagens: Anderson Corrêa / Reprodução da internet

Anúncios