Meu passeio por Montmartre só não foi melhor porque choveu bastante nesse dia. Mas, de qualquer forma, valeu a pena conhecer esse bairro que guarda alguns pontos interessantes de Paris. A fama é maior por causa de filmes franceses e mesmo hollywoodianos que tem esta região como cenário. Confesso que a multidão acaba atrapalhando perceber melhor a beleza de Montmartre, mas ainda assim foi um passeio empolgante e que deve estar na sua lista quando visitar a cidade.

Siga o Roteiros Possíveis no Instagram @roteirospossiveis.

Montmartre é uma região ao norte de Paris, que fica no 18º arrondissement (bairro), localizada numa colina, por isso boa parte de suas ruas são inclinadas. Mas nada que estrague o passeio. O bairro já foi local de peregrinação, muito religioso, hoje é bem heterogêneo, conhecido pela boemia e pelos títulos de Supermercado Erótico e Sexodrome, já que existem muitos sex shops, casas de exibição de filmes pornográficos e, num passado, alguns cabarés.

Raul Bartolamei.jpgÉ ali que fica o famoso Moulin Rouge, que inspirou o filme de mesmo nome. Aliás, Montmartre foi ponto de encontro de muitos artistas durante a Belle Époque. Artistas como Cézanne, Monet, Van Gogh, Renoir e Picasso moravam ou costumavam participar de festas e noitadas por ali. Hoje, uma de suas praças mais famosas, a Place du Tertre, reúne dezenas de artistas que podem pintar seu retrato em poucos minutos.

roteirospossiveis355Esse bairro foi eternizado em um dos filmes franceses de maior sucesso dos últimos tempos: O fabuloso destino de Amélie Poulain, de Jean-Pierre Jeunet com Audrey Tautou vivendo a personagem título. O Café des Deux Moulins, onde Amélie trabalhava, recebe turistas do mundo todo, vive lotado e não é tão bom assim. Mas vale a visita, tomar um cafezinho, ir ao banheiro e tirar uma fotinho em frente ao café para guardar como recordação.

Le Mur des Je t_AimeCaminhando pela charmosa Rue des Abbesses encontrará a praça de mesmo nome onde fica o Le Mur des Je t’Aime (O Muro do Eu te amo), no qual a expressão “eu te amo” foi escrita em 300 línguas diferentes. Um ótimo plano de fundo para a foto. Nessa praça fica a estação de metro Abbesses que conserva a entrada em estilo art nouveau.

roteirospossiveis357.JPGMais adiante já encontrará o principal cartão-postal de Montmartre, a Basilique Sacré-Cœur, igreja amada pelos turistas e não tão bem vista pelos parisienses. A basílica fica situada no ponto mais alto de Paris. Para alcançá-la poderá seguir três caminhos diferentes. O primeiro é subir as escadas desde o carrossel, o mais cansativo. Se preferir algo mais simples, pode optar pelo funicular, ao lado da escada. E ainda pode escolher dar a volta pelas ruazinhas do entorno, onde poderá conhecer um pouco mais do bairro.

roteirospossiveis356.JPGDo alto tem-se uma das vistas mais belas de Paris. Infelizmente eu não aproveitei muito porque chovia naquele dia. A entrada na igreja é gratuita, o que deixa o local ainda mais cheio. Ah, tome cuidado com os vendedores de pulseirinhas, eles podem ser agressivos. Para fechar seu passeio pelo bucólico bairro, busque um dos bons restaurantes e bares da região e aproveite o começo da noite por ali.

Deixe seu comentário com sugestões e criticas aí abaixo. Aproveite e siga o Roteiros Possíveis nas redes sociais. É grátis e não dói nada.

Instagram: https://www.instagram.com/roteirospossiveis/
Facebook: https://www.facebook.com/roteirospossiveis/
Twitter: https://twitter.com/blogroteirospos/
Pinterest: https://br.pinterest.com/roteirospossveis/pins/

Imagens: Anderson Corrêa / Reprodução da internet / Marc Bertrand / Raul Bartolomei / Paris La Douce

 

Anúncios