Se você é daqueles que gosta de percorrer a cidade a pé quando está viajando, eis aqui um roteiro de um dia para conhecer algumas das principais atrações turísticas de Paris. Dá para mesclar alguns trechos com o metrô, se preferir. Evidentemente, não será possível fazer uma visita detalhada em todos os pontos de interesse, como por exemplo, visitar o interior do Museu do Louvre, já que isso demanda um dia todo. Na verdade, esse roteiro é para apreciar a arquitetura, perceber o cotidiano da cidade e se permitir levar pela beleza de Paris.

Siga o Roteiros Possíveis no Instagram @roteirospossiveis.

ARC DE TRIOMPHE

Dependendo de onde esteja, pegue o metrô e desloque-se até a estação Charles de Gaulle – Etoile. Sairá em frente ao monumento. O Arc de Triomphe, símbolo do patriotismo e do orgulho francês, foi construído em comemoração às conquistas militares do batalhão de Napoleão Bonaparte, em 1803, e inaugurado em 1836. No seu interior, pequenas exposições de documentos, fotografias e um túmulo que homenageia soldados e comandantes, além do Fogo Eterno, a chama que nunca se apaga. Do alto dos 50 metros de altura do monumento, pode-se ter uma visão privilegiada de algumas das principais avenidas da cidade.

roteirospossiveis336

CHAMPS-ELYSÉES

Saindo do Arc de Triomphe, siga para a Champs-Elysées, em frente, uma das mais famosas avenidas do mundo. Ali você vai encontrar lojas de grife, restaurantes renomados, tudo do bom e do melhor. Cuidado com os preços que podem ter todo o sal do Mar Morto. Mas ainda assim, se pesquisar bem, vai encontrar bons restaurantes com preços super em conta. Dá para fazer uma pausa para um lanche. Você precisará caminhar toda a extensão da avenida para chegar ao próximo destino que listamos aqui.

roteirospossiveis337

PLACE DE LA CONCORDE

Ao final da Champs-Elysées está uma das mais famosas praças de Paris. Foi ali que mais de mil pessoas folham guilhotinadas, durante o período mais radical da Revolução Francesa. Entre as pessoas que perderam a cabeça e a vida estão o rei Luís XVI, a rainha Maria Antonieta, Danton, Robespierre e Mme. Roland. Este foi o primeiro espaço público a ser iluminado com luz elétrica em Paris. No local há duas fontes, que representam as navegações fluviais e marítimas, além de um obelisco em granito de 3300 anos, presente do vice-rei egípcio Muhammad Ali. Ah! Um detalhe é que a pesar de ser uma praça, existe no local o trânsito de automóveis que tira um pouco a beleza do lugar.

JARDIN DES TUILERIES

Conhecido como o primeiro jardim de acesso público de Paris, o belo jardim foi projetado pelo arquiteto André Le Nôtre por ordem de Catarina de Médicis. O jardim serviria como elemento decorativo no entorno do Palácio de Tuileries, que foi incendiado e demolido. Sua localização privilegiada, bem no centro da cidade, próximo a outras grandes atrações turísticas, faz do Jardin des Tuileries uma visita obrigatória. Dentro, há também parque e pequenos museus.

ARC DE TRIOMPHE DU CARROUSEL

Um dos mais belos monumentos da cidade, na minha humilde opinião, o arco foi construído a mando de Napoleão para celebrar o Grande Exército Francês. Fica localizado entre o Jardin des Tuileries, logo depois do espaço onde ficava o Palácio de Tuileries, e o Museu do Louvre. No alto do arco, existe uma quadriga, que é uma réplica dos Cavalos de Bronze de Constantino I, de Veneza. Na época da construção, Napoleão tinha “roubado” a escultura, mas anos mais tarde foi devolvido aos donos. No lugar fizeram uma réplica e incluíram duas vitórias douradas.

roteirospossiveis338

MUSÉE DU LOUVRE

O mais famoso museu do mundo com o quadro mais famoso do mundo é o próximo destino desse roteiro a pé pelo Centro de Paris. Obviamente, é necessária, pelo menos, uma manhã inteira para conhecer este importante centro cultural, mas neste momento vamos nos ater a apenas observar a arquitetura do Palácio onde está instalado. Logo chama a atenção a a estrutura moderna da Grande Pirâmide do Louvre, que serve como entrada principal do museu, construída em 1989. Ali existem escadas rolantes que levam os visitantes à bilheteria. Aproveite para fazer muitas fotos ali.

roteirospossiveis339a

PONT NEUF

Saindo do Museu pela direita, em direção ao Rio Sena, você logo verá algumas pontes, a mais próxima é a Pont Neuf, também a mais antiga da cidade. Do meio dela dá para ter uma visão da Torre Eiffel. Calma, que chegaremos lá. Atrás da ponte está a Île de la Cité, onde está localizado nosso próximo destino.

roteirospossiveis340

CATHÉDRALE NOTRE-DAME DE PARIS

Você pode chegar até ela indo por dentro da Ilha ou margeando o rio pelo lado do Louvre. Entre na segunda ponte, a Pont de Notre-Dame, siga reto pela rua e voilà! Notre-Dame é uma das catedrais góticas mais antigas do mundo. É possível entrar e subir em suas torres (entrada pela lateral esquerda). A fila pode ser longa e andar devagar. Então, avalie se vale a pena subir. Mas se subir, não vai se arrepender. Ah, são 387 degraus que te levam até o topo onde terá uma vista privilegiada da cidade, em 360°. Se der sorte, você encontra o Corcunda por lá.

A partir desse ponto vou te dar duas alternativas para seguir até o ponto final desse roteiro, que é a Tour Eiffel. A primeira, para quem ainda aguentar uma caminhada de pouco menos de 5km até o principal cartão-postal da cidade, passando claro, por outros pontos de interesse. Já a segunda, para aqueles que já estiverem cansados de andar, e preferir chegar logo à torre.

roteirospossiveis341.JPG

RIO SENA, MUSÉE D’ORSAY E PONT ALEXANDRE III

Se você ainda tiver pique de caminhar, a partir desse ponto, poderá pegar a pontezinha à direita da Cathédrale Notre-Dame, ou a sua esquerda se estiver de costas para a igreja. Siga então o caminho em direção à torre, margeando o Rio Sena. Vai ser uma caminha agradável, com árvores ao longo do caminho, se for verão, o que amenizará o calor. Se quiser, poderá parar para fazer um lanche em um dos cafés que ficam por ali. Logo à frente, em 2km de caminhada, encontrará o belo Musée d’Orsay, cheio de obras famosas. É preciso um bom tempo conhecê-lo. Siga até a Pont Alexandre III, a mais ornamentada da cidade, que liga o Grand Palais e o Petit Palais ao bairro dos Invalides. De cima da ponte consegue-se fazer um belo registro da torre.

roteirospossiveis342.JPG

ESPLANADE DES INVALIDES – MUSÉE DE L’ARMÉE E HÔTEL NATIONAL DES INVALIDES

Em frente à ponte, como já mencionei, está a Esplanade des Invalides, um grande jardim onde estão localizados Musée de l’Armée e Hôtel National des Invalides. O museu conta a história militar da França a partir de muitos objetos bélicos, bem como armaduras, fotografias e documentos. Um espaço que fascina crianças e adultos. Aos fundos está o Hôtel des Invalides, criado para dar abrigo aos inválidos dos exércitos franceses. Hoje também guarda o túmulo de muitos importantes militares. O mais famoso e visitado é o de Napoleão Bonaparte, cujas cinzas foram depositadas num grande sarcófago no centro da capela de Saint-Louis-des-Invalides.

roteirospossiveis343.JPG

TOUR EIFFEL

Finalmente, o último ponto de interesse desse roteiro. Saindo pela Avenue de Tourville, em frente ao Hôtel des Invalides, siga para a sua direita até o cruzamento com a Avenue Duquesne. Atravesse para alcançar a Place Jofre, pela esquerda. Caminho por dois quarteirões, e… voilà! Eis o Champ de Mars, onde fica a Tour Eiffel. Ela vai aparecer para você gigante e você vai sentir uma sensação muito boa ao vê-la. Pelo foi assim que me sentir: extasiado. Se não der para subir até o alto da torre, poderá ter uma visão melhor dela indo até o Place de Trocadéro, atravessando o Rio Sena. Nesse pequeno caminho, verá o jardim e os famosos carrosséis que dão ainda mais brilho a este símbolo nacional francês.

Leia maisTorre Eiffel: como não se encantar?!

RER / METRÔ – Ah! Como mencionei antes, uma segunda opção para chegar à torre sem percorrer o caminho entre a Cathédrale Notre-Dame a pé, é chegar ali com RER (trem/metrô). Para isso pegue a pontezinha ao lado da catedral, e entre na Estação Saint-Michel. Pegue a Linha C – Amarela, com sentido a Pantoise, parando 4 estações depois em Champ de Mars / Tour Eiffel. Atente-se para as interrupções dessa linha para obras durante o verão.

roteirospossiveis344.JPG

Bem, aqui chega ao fim nosso roteiro. Para sair do Trocádero, há uma estação de metrô próximo dali, de mesmo nome, que te levará a qualquer ponto da cidade, já que a rede de metro de Paris é bem completa.

Gostou do post? Diga o que você achou deixando seu comentário. Ajude o blog e compartilhe-o pelas redes. Aproveite curta e siga o Roteiros Possíveis pelas redes sociais. É grátis e não dói nada.

Instagram: https://www.instagram.com/roteirospossiveis/
Facebook: https://www.facebook.com/roteirospossiveis/
Twitter: https://twitter.com/blogroteirospos/
Pinterest: https://br.pinterest.com/roteirospossveis/pins/

Imagens: Anderson Corrêa

Anúncios