Vitória, uma ilha cheia de praias e parques, possibilita muitos passeios gratuitos para quem vive e visita a cidade. Preparei uma lista com apenas sete opções. Mais existem outras atrações onde você não precisará desembolsar nada ou quase nada para conhecer. Vamos a elas:

Siga o Roteiros Possíveis no Instagram @roteirospossiveis

1 – PARQUE DA PEDRA DA CEBOLA

Esse talvez seja o mais popular entre os parques municipais. E não são poucos por lá, levando em consideração o tamanho da cidade. O parque, que fica próximo à UFES, já foi uma pedreira, mas foi recuperado pela Prefeitura e transformado em área de lazer. O local ganhou esse nome devido à grande pedra em formato de cebola no centro do parque.

roteirospossiveis239a.JPGAs crianças gostam muito desse espaço, principalmente porque ali tem uma fazendinha, um aviário, um lago com tartarugas, além de outras aves que vivem soltos pelo parque. Há um playground e um parquinho de areia para as crianças brincarem. Com uma boa infraestrutura, o parque contém ainda banheiros, bebedouros, lanchonete e um pequeno salão coberto.

O parque também é ideal para se fazer piquenique. Levem toalhas e uma cesta com lanchinhos. Aconselho ficarem na parte gramada próximo ao jardim ornamental. Mas não alimente os animais. Aliás, um belo jardim, de onde se pode ver aviões decolando e aterrissando a toda hora, já que o parque fica bem próximo ao aeroporto.

2 – PRAÇA DOS NAMORADOS

A praça fica na orla de Vitória, compreendendo uma área de mais de 400 metros de extensão. Um grande espaço de lazer ao ar livre que oferece uma infinidade de atividades. No seu entorno, aproveitando o mar dá para fazer stand up paddle e outros esportes aquáticos. Tem parquinho para as crianças, além de equipamentos para prática de esportes, como o skate, tênis, futebol.

praça namorados edson lima.jpgAos finais de semana, ao entardecer, uma feira de artes ocupa o lugar. São dezenas de barraquinhas que comercializam artesanato local e comidas típicas, além de ser palco para diversas apresentações de manifestações folclóricas da região.  É também nesse logradouro que é montada a principal Árvore de Natal da cidade. Então, quem estiver visitando Vitória no período natalino poderá ter mais essa opção de lazer. Ah, no local também tem uma estação do Bike Vitória. Se preferir, pode alugar um bicicleta e fazer um passeio pela orla.

3 – CENTRO HISTÓRICO DE VITÓRIA

A região central de Vitória tem muitos pontos de interesse. O centro histórico, região a partir de onde a cidade começa a se desenvolver, compreende algumas construções de grande valor artístico, histórico e cultural. Como forma de facilitar o turismo na cidade, a Prefeitura de Vitória promove o Visitar, um tour pelos principais pontos turísticos da região histórica de forma gratuita.

catedral02.jpgSão disponibilizados monitores capacitados em sete monumentos: Catedral Metropolitana de Vitória, Convento de São Francisco, Igreja do Rosário, Igreja de São Gonçalo, Capela de Santa Luzia, Convento do Carmo e Theatro Carlos Gomes. Mas é claro que além desses, o centro do Vitória ainda tem muita coisa para se conhecer. Existe um mapa disponível na internet com todos esses locais. Acesse aqui. O Visitar funciona quarta a domingo de 13h às 17h. O agendamento de grupos deve ser feito das 12h às 19h, pelo telefone (27) 3235-2813 ou por e-mail visitar@vitoria.es.gov.br.

4 – PALÁCIO ANCHIETA

Também no Centro de Vitória fica o Palácio Anchieta, sede do Governo do Espírito Santo. No local funcionou até as primeiras décadas do século XVIII o Colégio de São Tiago. A primeira ala do colégio foi concluída em 1587, pelo Padre José de Anchieta, que morreu dez anos mais tarde sendo enterrado junto ao altar-mor da Igreja de São Tiago. Em 1798, torna-se sede do Governo Estadual, mas só em 1945, passa a ser chamado de Palácio Anchieta.

24_Palácio-Anchieta-Noturna-A1.jpgO palácio fica aberto à visitação pública de terça a domingo, a partir das 9h. Nos dias úteis, a visitação ocorre apenas no primeiro pavimento do prédio, que conta com salas que apresentam a história do palácio. Já nos finais de semana e feriados, é possível também conhecer as alas onde funcionam o gabinete do governador e a antiga residência oficial. A visita guiada dura cerca de 30 minutos, durante os dias comuns e 40 aos finais de semana.

5 – MUSEU SOLAR MONJARDIM

Uma antiga casa que mostra através de sua exposição como vivia uma família de posses em séculos passados. Durante a visita, que pode durar de 15 a 45 minutos, dependendo do tipo de curiosidades que quer conhecer, você poderá observar os utensílios e objetos dos cômodos da casa ou ainda saber mais sobre a história das pessoas que viviam por ali entre os séculos XVI e XX.

museu_solar_monjardima_59.jpgA visitação é bem dinâmica. Os guias fazem perguntas sobre os objetos da casa e contam essas curiosidades de forma a aguçar interesse do visitante. A história da formação da cidade de Vitória, antes dos aterramentos, também faz parte das explicações da visita guiada. Além da casa, existe um belo jardim cheio de mangueiras que tornam o lugar bastante aprazível. A entrada, como já devem supor, é gratuita. Vale a pena.

6 – PARQUE BOTÂNICO DA VALE

Com uma boa infraestrutura, o Parque Botânico da Vale tem muitas atividades a serem feitas por crianças e adultos. Um lago logo na entrada mostra a beleza e a preservação da natureza no local. Há algumas trilhas que podem ser percorridas pelos visitantes. É preciso ficar atento aos horários. Veja isso no site da Vale. Há também ao longo do ano, uma vasta programação de oficinas e cursos diversos.

2015-01-31 09.22.17.jpgNo parque, existe uma área destinada à exposição sensorial, como forma de incluir pessoas com deficiências, na qual o olfato e o tato são os sentidos mais usados para descobrir a natureza que está ao redor. Outra atração do lugar é o Vagão do Conhecimento, uma biblioteca com mais de 3500 livros, onde é possível acessar gratuitamente uma rede de internet wi-fi. Além disso, o parque está cheio de parquinhos infantis e fontes que deixam o ambiente ainda mais convidativo, ideal para um piquenique. O funcionamento é de terça a domingo, das 8h às 17h.

7 – ILHA DO FRADE

O bairro (um dos mais nobres da cidade) localizado numa ilha na orla de Vitória esconde alguns espaços deliciosos. Bem organizado, o bairro possui uma praça central com um lago, por onde passeio várias espécies de animais. Por ali é comum ver pessoas fazendo fotos de casamento e de formatura.

Ilha-do-Frade-em-Vitória-5.jpgPor ser uma ilha, obviamente o local é cercado por praias. São nove no total. Da Ilha se tem uma vista muito bonita de vários pontos turísticos da região, como o Convento da penha, o Morro do Moreno, ambos em Vila Velha, além da Curva do Juerema e da Praça dos Namorados e dos Desejos. Um bom lugar para ter essa visão panorâmica é o píer que fica ao final da Rua Carlos Hely (a terceira à direita subindo a ilha). Ao final da rua vire à esquerda e chegará à escadinha que leva ao píer.

Um pouco mais a diante, quase no final da Ilha, está a Praia da Castanheira. Uma pequena faixa de areia, com um mar calmo. Em dias de mar mais limpo é possível fazer mergulho com máscara e snorkel. A diversidade de seres marinhos é grande. Aliás, as tartarugas frequentam constantemente as praias ao redor da Ilha. É muito fácil de vê-las.

E aí, diga o que você achou deixando seu comentário. Ajude o blog e compartilhe-o pelas redes. Aproveite curta e siga o Roteiros Possíveis pelas redes sociais. É grátis e não dói nada.

Instagram: https://www.instagram.com/roteirospossiveis/
Facebook: https://www.facebook.com/roteirospossiveis/
Twitter: https://twitter.com/blogroteirospos/

Imagens: Anderson Corrêa / Yuri Barichivich / Edson Lima / Blog Isabelando / Hilquias Darcley / Reprodução da internet

P.S. Minha câmera fotográfica achou um novo dono na minha última passagem pelo Espírito Santo, por isso, utilizo fotos da visita que fiz em 2014 e reproduções da internet para ilustrar o post.

Anúncios