Vou iniciar este post dizendo que, de todas as cidades que estive na Europa, Madrid foi aquela que me ofereceu as hospedagens mais baratas, mas nem por isso as mais problemáticas. Pelo contrário, talvez tenha sido a mais confortável de todas. O hostel eleito para minha estada na capital espanhola foi o Room007 Ventura, uma das três opções da rede na cidade. Vamos aos pontos positivos e negativos:

Aproveite e siga @roteirospossiveis no Instagram.

room0071LOCALIZAÇÃO – Esse é um dos pontos positivos do hostel. Está localizado na Calle Ventura de La Vega, em um prédio muito charmoso. A entrada é só uma portinha, porque a maior parte do piso inferior do prédio é ocupado pelo Saporem, denominado o gastrobar mais chique de Madrid. Não posso confirmar isso, mas posso dizer que o que me serviram ali foi excelente.

A rua onde está o hostel é estreita, mas cheia de opções para comer e fazer compras. Há na esquina um grande hotel de luxo. O hostel fica numa região central, a uma caminha de pouco mais de 5 minutos até a Puerta del Sol, e para o outro lado, a uns 15 minutos do Passeo del Padro.

Chegar ao hostel Room007 Ventura foi muito fácil. Conto isso lá no post Chegando a Madrid pelo Aeroporto de Barajas.

room0073INSTALAÇÕES – O charme do hostel não fica só na fachada do prédio, mas dentro dele também. A recepção é pequena e com uma decoração cheia de bossa, por vezes divertida. Logo atrás está o elevador que dá acesso aos dormitórios. Fiquei num quarto compartilhado misto, com banheiro interno. A cama é confortável  e o quarto muito limpo. Um dica para quem for alto: evite escolher as camas inferiores das beliches, porque podem bater a cabeça algumas vezes. Havia uma pia para asseio, numa pegada industrial.

Como era verão, o ar condicionado estava funcionando perfeitamente, e podia ser ligado a qualquer hora. O wi-fi também funcionou sem nenhum problema. Toalhas estão à disposição dos hóspedes gratuitamente. Armários com chaves também estão disponíveis. Havia ainda no dormitório um pequeno ambiente de estar com mesa e cadeiras que dava para as janelas de onde se tinha uma vista da rua.

No último piso havia uma área de convivência bem ampla, com mesas, cadeiras e sofás. Tinha televisão disponível e em uma parte ficava a cozinha.

room0079SERVIÇOS – O staff do Room007 Ventura era muito prestativo. Na época em que estive lá, Néstor, Germán e Laureline estavam sempre prontos a ajudar. O café da manhã é bom, mas pode ser um problema para quem gosta de comer muito. É servido no gastrobar do piso inferior pelos atendentes: café com leite e suco, pão/torrada, molho. Muito simples, mas gostoso. Houve um dia que ficou à disposição dos hospedes numa mesa, e até conseguimos repetir a refeição. Ah, se não quiser jantar no restaurante, você pode pedir para entregarem no seu quarto. Os hospedes têm descontos.

room0078O hostel também tem um programação cultural variada, entre elas estão o walking tour, a “marcha madrileña” (um tour por alguns bares da cidade para comer as famosas tapas e beber sangria e outras bebidas), a apresentação de flamenco, além de festas de sangria na área de convivência do hostel.

No mais, o hostel é muito bem recomendado, seguro e divertido. Paguei diárias de €18,5.

Imagens: Divulgação

Anúncios