Foram mais de 24 horas de viagem até o velho mundo. Isso mesmo. Saí de São Luís, passei por Belém, Guarulhos até chegar a Madrid. Ah, e eu não fui direto para essa cidade. Minha primeira parada na Espanha foi Barcelona, então, levei mais um tempinho para conseguir uma cama para descansar de verdade, depois de ter de dormir algumas horas em bancos de saguão de aeroporto e poltronas desconfortáveis das aeronaves.

Siga a gente no Instagram @roteirospossiveis.

Dizem que a imigração em Madrid é uma das mais complicadas, especialmente para mulheres desacompanhadas. Mas comigo foi foi bem tranquilo. Apesar das longas filas, não demorei mais de 20 minutos por ali. Estava com todos os meus documentos exigidos pelo país em mãos, na pasta que tinha levado, mas a senhorita que me entrevistou fez apenas 3 perguntas e carimbou meu passaporte. As perguntas foram: O que você veio fazer na Espanha? Você está sozinho? Quanto tempo pretende ficar? Ela não pediu nenhum comprovante e me liberou em seguida.

Antes de dizer como saí do aeroporto, tenho que registrar que estava num dos terminais mais lindos que eu já vi em minha vida. Barajas é lindo. Pesquisando por aqui, vi que é considerado um dos aeroportos mais bonitos do mundo. E tem razão para isso. O teto ondulado feito de bambu e sua colunas coloridas é o que mais chama atenção. A design do interior também é muito charmoso.

Mais continuando… Desci no Terminal 4. Na verdade, esse terminal que é o mais novo do aeroporto tem duas partes. O T4 é destinado aos voos dentro da União Europeia. Já o T4S é destinado aos voos que chegam de fora da UE, como os voos do Brasil, por exemplo. Eu desci ali e lá mesmo estava o controle de imigração. Depois do passaporte carimbado, tive de pegar um trem subterrâneo (gratuito) para me locomover até o outro T4, onde pegaria minha bagagem, e onde também estava a estação do metrô que me levaria até o hostel. Esse trem que conecta o T4 e T4S sai em intervalos de 10 em 10 minutos. Para chegar até ele siga as placas de sinalização aérea e também no chão. Pode parecer confuso às vezes, mas é bem tranquilo.

metro madridSó para esclarecer, quando cheguei em Barajas pela primeira vez não saí dele, pois ia para Barcelona. Então fiquei por ali no T4 esperando meu voo. Com receio de ocorrer algum imprevisto na imigração, deixei um intervalo de 5 horas entre meu desembarque em Madrid e o embarque para Barcelona. Voei com a Vuelling. A low cost espanhola é muito boa e os voos foram muito pontuais. Diferentemente do Brasil, eles não ficam chamando em alto-falantes os voos e seus passageiros. Na verdade há um anúncio muito discreto numa caixinha de som do portão. Se você estiver longe e desatento, vai perder o seu voo. então sugiro que esteja no portão na hora marcada.

billetePois bem, para sair do aeroporto, estava no T4 e segui para a estação do metro que fica ali. Antes tive que comprar um bilhete. Existem vários guichês de auto-atendimento próximos, podendo ser pago com cartão ou com dinheiro. Se preferir há um balcão de atendimento para te auxiliar em alguma coisa. Preço entre 4,50€ e 6€ dependendo da passagem (confira os valores atualizados aqui). Usei poucas vezes o metrô.

metro madrid2Peguei meu bilhete e desci até a estação. Meu hostel, o Room007 Ventura (Veja aqui minhas impressões sobre o hostel), fica na região central da cidade. A linha 8 que sai do aeroporto é a rosa, com sentido a Nuevos Ministerios. Dependo de onde ficará, terá de fazer a baldeação para outra linha. No meu caso, desci na estação Colombia, anterior a Nuevos Ministerios. Lá peguei a linha 9 (lilás) com sentido a Arganda del Rey. Desci cinco estações depois, na Príncipe de Vergara e mais uma vez troquei de metrô, agora pegando a linha 2 (vermelha), com sentido a Cuatro Caminos. Três estações depois havia chegado a meu destino, na estação Sevilla. Saí pela saída Alcalá, 18. Com mais 5 minutos de caminhada cheguei ao hostel. Muito fácil.

E vocês, tiveram dificuldades com a imigração? Onde ficaram? Gostaram do transporte público de Madrid? Contem aí nos comentários.

As imagens são reprodução da internet/Blog Madrid traveller.

Anúncios