Sim! Os Lençóis Maranhenses são tudo aquilo que falam e muito mais. Localizado no norte do Maranhão, o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, com mais de 150 mil hectares, tem a bela paisagem formada, principalmente, por dunas (criadas pelo deslocamento da areia pelo vento) e lagoas (formadas pelo acúmulo da água das chuvas que caem nos primeiros meses do ano na região).

Já seguiu o @roteirospossiveis no Instagram? Não perca tempo!

Sim! Ainda dá tempo de você visitar os Lençóis Maranhenses esse ano. As lagoas ficam cheias até o final de agosto. Em setembro, sem as chuvas na região, as lagoas vão diminuindo seu volume de água. Para ter uma noção, quando cheias, as lagoas podem chegar a ter mais de 2 metros de profundidade, dependo da localidade em que está. Já no período de seca, o nível d’água pode nem chegar ao joelho.

roteirospossiveis159O Parque se estende por algumas cidades do Maranhão. Barreirinhas é a que tem melhor infraestrutura para receber turistas, incluindo um resort. Mas quem vive no estado, como eu, muitas vezes prefere mesmo é ir para Santo Amaro, mais tranquilo, porém sem muitas das comodidades oferecidas na outra cidade. Contudo, dizem que o trecho do parque para as bandas de Santo Amaro é muito mais encantador. E eu assino em baixo.

COMO CHEGAR – Da para fazer um bate-volta tranquilo ou se preferir ficar o fim de semana. Saindo de São Luís, você pode alugar um carro ou pegar uma van. Pegue a BR- 135 até o entroncamento de Bacabeira para seguir à esquerda pela MA-402, passando por cidades como Rosário, São Simão e Morros. Desde o entroncamento, percorrerá cerca de 138 km até a nova rodovia que leva à cidade, à esquerda. Na verdade a rodovia está ainda em obras. Mas já existe uma parte já adiantada, o que facilita o acesso. Antes, tudo era areia e só se conseguia chegar com veículos 4×4. São aproximadamente 36km.

roteirospossiveis161.JPGHaverá um ponto em que seu carro não poderá mais ultrapassar. Existem alguns estacionamentos por ali. A diária custa R$ 10,00. Mas se ficar mais dias, poderá pechinchar quando voltar. Depois de deixar o carro é hora de contratar uma Toyota para chegar ao centro da cidade. Eles cobram R$ 10,00 por pessoa. Se formar um grupo consegui um preço melhor. E já fique com o contato do cara para te levar para os passeios. De preferência, já marque com ele hora e local. Isso se você for ficar em alguma hospedagem. Se for um bate-volta já pode ir direto para o passeio. Para chegar à cidade, terá de ultrapassar um rio. E desde aí começa a aventura.

Existem vários passeios e de valores diversos que dependerá da lagoa que pretende visitar. Na minha última visita à cidade, fiz os passeios da Lagoa das Américas e da Lagoa da Andorinha. Um em cada dia. Se for fazer um bate-volta, escolha apenas uma. Vamos aos detalhes de cada uma.

LAGOA DA ANDORINHA

DCIM114GOPROA Lagoa da Andorinha fica a uns 20 minutos do centro da cidade. Entre as que visitei, é a que tem mais profundidade e onde os ventos batem com mais velocidade. Dependendo do carro que você vá até lá o preço pode sair mais salgado. As Toyotas geralmente levam 8 pessoas, o que custará em media R$ 30,00 para cada, na alta temporada. Se conseguir uma jardineira (um 4×4 que leva 12 pessoas) esse valor cairá bastante. Em baixa temporada, consegue pagar metade disso. Mas as lagoas, como mencionei, não vão estar tão cheias.

roteirospossiveis164 - Copiaroteirospossiveis165Depois de percorrer as dunas, você chegará ao paraíso. Assim que pararem, você marca com o motorista a hora para o retorno. Por ser mais perto, dá para ficar pela manhã e aproveitar a tarde em outra lagoa. Mas se também pode escolher ficar o dia todo. Chegando umas 9h e saindo no fim da tarde. Eles vão dizer que só poderá ficar até as 15h. Mas convença-o do contrário. Marque para mais tarde. É bom ver o por do sol ali. Só tome cuidado com a insolação. Use muuuuuuuito protetor solar. De preferência use camisa com proteção UV. E enjoy! Curta o paraíso. Dá para mergulhar, dá para descer o morro, e, claro, rende muitas e belíssimas fotos do local. A lagoa, quando está cheia, chega a ter uns 3 metros de profundidade em certos pontos.

roteirospossiveis160

LAGOA DAS AMÉRICAS

roteirospossiveis156A Lagoa das Américas fica mais longe e será preciso pegar uma voadeira (pequeno barco a motor) e não um carro. Cabem até 5 pessoas nas voadeiras. O custo é de R$ 30 a R$ 40 pelo passeio. Mas se chorar um pouco, talvez consiga baixar esse valor. A aventura começa aí. O passeio com o barquinho é muito agradável e mostra um terreno alagado que em período de cheia dá para percorrer a pé. Não se preocupe com a profundidade do rio. A profundidade não chega a 1,5 m.

roteirospossiveis166Quando o barco atracar, terá de caminhar um pouco, subir uma duna bem íngreme para chegar à lagoa. Um guia vai te levar. Primeiro, ele poderá conduzi-lo para um ponto bom para fazer fotos. Depois, te levará até a lagoa propriamente dita. Também é uma belezura. Mas um pouco mais rasa que a da Andorinha. Os cuidados com o sol são os mesmos. E dá para fazer um passeio pelas dunas na região e contornar a lagoa pela beirada. Por causa do rio, é bom não ficar até tarde ali. A dica é sair por volta das 16h.

roteirospossiveis162roteirospossiveis163ALIMENTAÇÃO – Por se tratar de um parque, não pode levar bebida alcoólica. Sobre comida, os guias e os funcionários do IBAMA pedem que não se coma lá, para que não fique lixo no local. Eles aconselham comer um pouco mais afastado. Existe um restaurante próximo da Lagoa das Américas, mas não cheguei a conhecer. Acabamos comendo à beira da lagoa, mas com todo cuidado de guardar os descartáveis usados e levar tudo de volta para a cidade. É preciso preservar esse bem tão precioso.

E aí, gostaram das dicas? Não esqueça de compartilhar o post e de seguir o blog no Instagram. Até a próxima!

Imagens: Anderson Corrêa

Anúncios