Difícil escolher somente cinco atrações na cidade. Mas tentei selecionar aqui cinco opções de estilos diferentes que podem agradar a muitas pessoas, ou causar controvérsias a respeito. Vamos a elas:

Siga e curta o @roteirospossiveis na Instagram.

1 – CASAS DE GAUDÍ

4.jpgGaudí é o mestre do modernismo catalão. Sua genial arquitetura causou estranhamento em sua época, mas hoje é entendida como uma das obras espanholas mais impressionantes. As Casas Batlló e Milá são exemplos dessa genialidade do arquiteto. Tanto que ambas foram consideradas Patrimônio Cultural pela UNESCO.

1463196_665915663429758_1680357275_n.jpgA primeira, talvez, seja a mais impressionante. A Casa Batlló, também conhecida como a casa das máscaras, por ter esse elemento na sua fachada é simplesmente bela. Cheia de relevos e cores, formados especialmente pelos mosaicos tão característicos de sua obra, como já mencionei no post sobre o Parc Güell, a Casa chama atenção de quem passa pelo Passeig de Gràcia.

casa-batllo-noble-floorNo alto, a torre remonta a espada de São Jorge atravessando o corpo do dragão. E se reparar bem, o mosaico desse telhado lembra as escamas do animal mitológico. O interior é tão fabuloso quanto. Os elementos decorativos mostram as principais características desse artista. É lindo de se ver como ele conseguiu equilibrar tantos elementos diferentes sem perder a harmonia arquitetônica.

Já a Casa Milá, mas conhecida como La Pedrera, também é uma das maravilhas criadas por Gaudí. Muitos a consideram como menos importante que a Casa Batlló, mas aquela também tem seus brios. Ambas foram transformadas em museus e podem ser visitadas mediante compra de ingresso. La Pedrera tem fachadas onduladas como se fosse uma pedra sendo açoitada pelo mar. Os gradis das sacadas são de ferro forjado em forma de algas marinhas. No início muitos incompreenderam sua obra, e acharam a arquitetura feia e de mal gosto.

3No interior, os apartamentos são diferentes entre si, todos distribuídos por dois pátios internos que garantem a ventilação e a iluminação natural. Mas as partes mais interessante, ao meu vê, são o sótão, onde antes era dedicada à lavanderia dos apartamentos, hoje transformado em um pequeno museu com maquetes e fotografias de Gaudí; e o terraço, conhecido como o jardim dos guerreiros, devido às esculturas feitas pelo arquiteto para “esconder” 30 chaminés dos apartamentos, as duas torres de ventilação e as 6 saídas das escadas que existem no terraço. Elas foram transformadas em guerreiros com capacetes, que deixam a paisagem ainda mais bonita.

2Se seu orçamento for limitado, considere ver apenas uma das casas. Aconselho visitar a Batlló.

2 – PASSEIG DE GRÀCIA

A Passeig de Gràcia está para Barcelona como a Champs-Élysées está para Paris. Uma avenida arborizada que liga Plaça de Catalunya ao bairro de Gràcia. O passeio por ali é agradável, especialmente no fim de tarde pegando o anoitecer porque se pode ver os edifícios iluminados pelo sol e com as luzes artificiais.

Passeig-De-Gracia-Barcelona.jpgLocalizada no bairro Dreta de l’Eixample, uma das regiões mais elegantes da cidade, reúne em seu perímetro os maiores nomes da moda e marcas de luxo. Além unidades da Louis Vuitton e Apple Store, a avenida abriga lojas tradicionais do país e hotéis de luxo.

Quando a avenida foi construída, as famílias mais ricas da cidade se transferiram para lá. E como forma de mostrar que eram mais importantes que as outras, iniciou-se uma competição de quem construiria a casa mais bonita. Entre elas estão a Casa Batlló, Casa Míla, Casa Amatller e Casa Lleó Morera, de arquitetos modernistas diferentes.

3 – IGREJA DA SAGRADA FAMÍLIA

Trata-se de uma igreja inacabada feita por quem? Por quem? Gaudí, claro. Esse é um dos símbolos da cidade. O Temple Expiatori de la Sagrada Família começou a ser erguido em 1892 e até hoje está por ser concluída. Estima-se que deverá ficar pronta em 2030. Inicialmente eram os donativos que custeavam a obra; atualmente são os valores pagos nos ingressos que ajudam a terminá-la.

sagradafamilia.jpgA igreja chama atenção pela sua grandiosidade. Tão alta que fica até difícil para se tirar uma foto. E olha que eu fiz muitas tentativas. Tão alta que pode ser vista de vários pontos da cidade. Tão grande que ocupa sozinha um quarteirão inteiro. Tão grande que é difícil admirá-la em uma só visita.

A Sagrada Família recebeu título de Patrimônio da Humanidade. Na verdade a UNESCO só declarou como patrimônio as partes que foram terminadas por Gaudí: a fachada do Naixement e a cripta. O templo tem três fachadas: a Façana do Naixement (Fachada da Natividade), que ressalta momentos do nascimento de Jesus e de sua família, como o trabalho de José e a visita de Maria à prima Isabel; a Façana da Passió (Fachada da Paixão), que mostra os últimos momentos da vida de Jesus (e não foi construída por Gaudí, mas inspirada na fachada concluída antes); e a Façana de la Glòria (Fachada da Glória), ainda por terminar e quando concluída será a maior e a principal entrada do templo, nela está uma frase do Pai Nosso em 50 idiomas.

Uma dica: compre os ingressos antecipadamente, pois a fila no local é tão grande quanto o templo.

4 – MUSEU PICASSO

picasso.jpegA criação de um museu foi ideia de um amigo pessoal de Picasso, mas foi o artista que decidiu que a coleção ficaria em Barcelona. O Museu Picasso possui a maior coleção de obras do pintor cubista. São quase 4 mil obras distribuídas entre 5 palacetes na Carrer Montcada, no bairro El Born, rua que já foi uma das mais importantes na Barcelona Medieval. Os palacetes em estilo gótico foram interligados e fazem o espaço ser uma obra de arte à parte.

Museo_PicassoAs salas vão seguindo uma linha cronológica do trabalho do pintor espanhol, baseando-se especialmente nas obras iniciais. Um dos destaques é a sala de reinterpretações do autor para a obra As Meninas, de Velásquez, que está no Museu do Prado, em Madrid. Acesse o site do Museu para saber os valores dos ingressos aqui. Jovens e idosos pagam tarifa reduzida e menores de 18 anos têm entrada gratuita. Há horários de visitação gratuita: quartas-feiras, a partir das 18h e todo primeiro domingo de cada mês, das 9h às 19h. Mande um e-mail para o museu para agendar, porque costuma ser bem disputado.

5 – CAMP NOU

camp nou2.jpgNão podia faltar nesta lista de atrações imperdíveis em Barcelona o Camp Nou, o estádio oficial do FC Barcelona, que dispensa apresentações. O time, que lista entre os de maior sucesso no mundo todo, nasce em 1899, tornando-se um dos símbolos da cidade. Para o passeio, a administração do clube institucionou o Camp Nou Experience, que inclui a visita ao Museu FCB, onde estão troféus, imagens e equipagens usadas pelos principais jogadores ao longo dos anos; o tour pelo estádio, que inclui os vestiários, o gramado, as arquibancadas, além das cabines de imprensa; e por último o Zona Multimídia, um espaço interativo para conhecer ainda melhor a história do clube.

camp nou1.jpgO ingresso para fazer a visita não é barato. Mas isso vai depender das suas prioridades. Quem gosta de futebol e admira o clube provavelmente terá prazer em gastar, ou melhor, investir essa bagatela. Mas há outras pessoas que terão outras prioridades e vão preferir fazer outros passeios pela cidade. Não é mesmo? Assim como as outras dicas, o que pode ser imperdível para mim, pode não ser para você.

Tentei incluir aqui algumas sugestões que não dediquei um post exclusivo. Com certeza existem outras atrações imperdíveis na cidade, que é grande e maravilhosa. E então, qual a sua atração imperdível em Barcelona?

Imagens: Anderson Corrêa / Reprodução da internet.

Anúncios