E aí, pessoal! Tudo bem? Selecionei mais um parque em Barcelona para destacar aqui no Roteiros Possíveis. O Parc de la Ciutadella é o mais antigo da cidade e tem lá seus charmes. Vou incluir nesse passeio duas outras atrações que valem a pena visitar já estão a alguns passos dali.

Siga também nosso instagram @roteirospossiveis

O primeiro dele é o Arc de Triomf. Não, não estou falando do famoso arco de Paris. O de Barcelona foi construído para ser a porta de entrada da Exposição Universal de 1988. Quem leu o post anterior sobre o Parque de Montjuïc, viu que ali foi o espaço para a exposição Universal de 1929. A edição anterior ocorreu nas redondezas deste outro parque.

Arc-de-TriomfPois bem, o Arc de Triomf tem um estilo mais modernista e mede 30 metros de comprimento. Com os tijolos aparentes ele lembra a arquitetura cristão-mulçumana. Como assim? Te explico.  O arco segue o estilo neo-mudéjar. O mudéjar é um estilo artístico e arquitetônico que mostra a fusão de elementos islâmicos com outros estilos de povos cristãos, tendo o tijolo aparente não só como material de construção como também de decoração. Diferentemente de outros arcos, este não simboliza uma vitória militar, mas sim representa a porta de entrada de Barcelona na Modernidade.

roteirospossiveis150Passando pelo arco, você estará no belo Passeig de Lluís Companys, onde é possível ver muitas pessoas pedalando, andando de patins ou skate, ou simplesmente caminhando. No final desta via, estará o Monument a Rius i Taulet, um ex-prefeito da cidade. Atravessando a avenida, chegará a uma das entradas do Parc de la Ciutadella.

roteirospossiveis151.JPGÀ direita, em sequência, verá três construções: o Castell dels Tres Dragons (Castelo dos Três Dragões), Hivernacle e o Umbracle. Estas duas últimas são grandes estufas instaladas no parque. A primeira foi inspirada no Crystal Palace de Londres. Completam essa paisagem os jardins do parque.

Seguindo o caminho até o final, vire à esquerda e já encontrará a entrada do zoológico. Bem, não vou pode te dar muitas informações, porque não sou muito fã de zoos. Mais à frente, à esquerda, está um belo edifício, sede do Parlamento da Catalunha. Em frente há um jardim (que fica florido no verão) com uma fonte. Um lugar calmo para sentar e descansar um pouco.

roteirospossiveis152.JPGPode se fazer visita às dependências do prédio aos sábados, domingos e feriados. A entrada é gratuita. Preste só atenção aos horários, com início sempre às 10h, fechando às 19h, aos sábados e 14h aos domingos e feriados. Não abrem em agosto e em feriados mais importantes, como 1º de janeiro, por exemplo. Aproveite e dê uma voltinha no jardim em frente ao Parlamento.

roteirospossiveis154Caminhando mais um pouco logo encontrará o ápice do passeio, o lago e a Cascata Monumental. O lago é navegável. Pode pegar um barquinho e fazer um passeio tranquilo. E é você mesmo quem comandará o barco, capitão! Se não quiser se arriscar, pode só ficar observando mesmo. Como eu estava sozinho, preferi não me arriscar.

roteirospossiveis155Em frente ao lago está a Cascata Monumental, coroada com el Carro de l’Aurora, folheado a ouro desde sua última restauração. A carruagem puxada por belos cavalos foi obra executada para a Exposição Universal. O cenário é grandioso e você pode fazer parte dele subindo pelas escadas laterais do monumento.

O passeio pelo parque termina aqui, mas aconselho a sair por uma saída lateral, entre o castelo dos dragões a primeira estufa. Vire para a esquerda e desça a rua. Passará pelo monumento em homenagem a Picasso e logo na faixa atravesse para o outro lado. Seguindo pela viela em frente encontrará o antigo Mercado do Born, transformado em Centro Cultural, a segunda atração da qual mencionei no início do post. A estrutura feita com ferro, ao estilo de outros mercados da cidade, como o La Boquería, o qual já mencionei aqui, segue a tendência modernista da cidade da época. Dão a este mercado o codinome de Catedral de ferro e vidro.

elbornO mercado construído em 1878 passou por reformas e em uma delas foi encontrado achados arqueológicos do período medieval e do século XVIII. A visita ao prédio é gratuita. Por algumas passarelas é possível ver o sítio arqueológico. Para ver de pertinho, há uma visita guiada, esta sim com ingresso pago. Dentro ainda há um bar e uma pequena livraria.

Se tiver tempo, continue o passeio pelo bairro Born. É encantador. Mas eu fico por aqui. E aí gostaram das dicas? Deixe as sugestões e perguntas aí nos comentários. Até a próxima!

Imagens: Anderson Corrêa / Reprodução da internet

Anúncios