Esse é um daqueles passeios que dá para agradar a família toda. Quem gosta de história, que gosta de esporte, quem gosta de cultura, crianças, adultos e velhinhos. Começando com um passeio de telégrafo e finalizando com a dança das águas de uma fonte. Estou falando da região do Parque de Montjuïc, o pulmão verde de Barcelona, onde ficam, além de um castelo, as instalações do parque Olímpico de Barcelona, museus do Miró, de Belas Artes e El Poble Espanyol. Muita coisa, não é? Então, vamos a cada um deles.

Já seguiu o @roteirospossiveis no Instagram?

Como chegar

teleféricoEu dediquei a tarde e noite de sol (sim, era verão!) para este passeio. Como há muitas coisas para serem vistas, é preciso de um bom tempo para isso. Cheguei lá por volta das 13h. Peguei primeiramente o metrô para descer na estação Paral·lel. Pode tomar as linhas 2 (lilás) ou linha 3 (verde). Saindo, subirá escadas para fazer baldeação para o funicular, que é gratuito. O Parque fica numa montanha, por isso vai encontrar muitas ladeiras e escadas por lá. Quando sair da estação do funicular, você já está no Parque. Sugiro que comece a visita pelo Castelo, que fica no topo da montanha e depois vem descendo até a última atração do passeio.

Para chegar ao castelo, poderá ir a pé, numa caminhada de 20 minutos por ruas íngremes. Como já mencionei, trata-se de uma montanha. Se preferir pode pegar um ônibus (linha 150), no ponto que fica em frente à estação que te levará direto para o Castelo. Ou ainda, poderá pegar o telégrafo. A estação do Telefèric de Montjuïc é ao lado da estação do funicular, subindo as rampas. Veja os preços do telégrafo aqui. Eu optei em ir de telégrafo e retornar caminhando. A vista lá de cima é muito bonita.

O Castelo de Montjuïc (Castell de Montjuïc)

Барселона. Крепость МонжуикO grande forte fica no alto da colina, ponto estratégico para a defesa de Barcelona em diversos conflitos travados na região. O castelo sofreu algumas modificações depois da Guerra de Sucessão no século XVIII. Do alto da muralha dá para se ter uma visão panorâmica da cidade, das praias, do porto, do aeroporto e do centro de Barcelona. Realmente é impressionante a vista dali.

roteirospossiveis140Dentro das salas do castelo há sempre exposições que contam um pouco da histórica bélica da cidade e do parque. No alto há canhões e outros equipamentos utilizados nas batalhas. Há lanchonetes no pátio externo do castelo.

roteirospossiveis141A entrada para o castelo custa $ 5 euros. Há valores reduzidos. E no primeiro domingo de cada mês a entrada é gratuita a partir das 15h. Atenção para os horários de fechamento que mudam segundo as estações do ano. Acesse o site do castelo para mais informações aqui.

Mirador de l’Alcalde

roteirospossiveis142.JPGA partir de agora o passeio todo é caminhando. Por ser ladeira, o esforço será bem menor. Saindo do Castelo, descendo a ladeira, encontrei o Mirador de l’Alcalde. Um jardim com fonte e um mirador de onde se vê o porto de Barcelona. Próximo a este jardim está a praça de La Sardana, onde fica uma escultura muito divertida, o monumento a La Sardana, que é a dança típica da Catalunha. Você pode continuar descendo a Carretera de Montjuïc ou cortar caminho pelos Jardins de Joan Brossa, do lado do monumento. O final de ambos será nas Piscinas de Montjuïc, onde ocorreram parte das competições aquáticas das Olimpíadas de Barcelona. Atualmente um espaço de lazer para a cidade.

Fundação Joan Miró

miro.jpgContinuando pela Avenida Miramar, logo se avista as estações do teleférico e do funicular. E, 400 metros depois, estará em frente à Fundação Joan Miró. Este é o primeiro museu de arte contemporânea de Barcelona. Ao todo 217 pinturas e as 179 esculturas formam a coleção deste museu que conta a história deste que é um dos maiores artísticas modernistas do mundo. Se não quiser entrar, poderá conhecer mais da obra dele no Parque de Joan Miró, poucos quilômetros dali.

Parque Olímpico

roteirospossiveis143.JPGUm pouco adiante está o Parque Olímpico, onde foi realizado o maior número de competições esportivas das Olimpíadas de 1992. Vamos por partes:

Museu Olímpico (Museu Olímpic i de l’Esport Joan Antoni Samaranch)

Um museu interativo que conta um pouco da história de alguns esportes olímpicos e também das cidades que sediaram o evento. Há equipagens de algumas seleções, como a da seleção brasileira de vôlei masculina que levou o Ouro na competição daquele ano. Confira aqui os preços dos ingressos e horários de funcionamento.

Estádio Olímpico (Estadi Olímpic Lluís Companys)

roteirospossiveis144Foi o local de abertura e encerramento das Olimpíadas, além das competições atletismo e de futebol. O destaque é para o imponente pórtico do estádio. A entrada é livre.

Anéis Olímpicos (Anella Olímpica)

roteirospossiveis145Região que concentra todas as principais instalações desportivas olímpicas: a praça de convivência, o estádio, as piscinas, o Palau de Sant Jordi, o campo de beisibol, a torre de comunicação, as quadras de tênis e o Passeio Olímpico.

MNAC (Museu Nacional d’Art de Catalunya)

roteirospossiveis146.JPGSaindo do Parque Olímpico, atravesse a avenida Miramar, e um pouco adiante entre no jardim, onde haverá uma escada que te levará até o Museu Nacional. Há escadas rolantes ali. O museu é belíssimo e tem como sede o Palácio Nacional (Palau Nacional), construído entre 1927 e 1929 para ser o centro da Exposição Universal, ocorrida em 1929. Há exposição permanente que mostra um pouco da arte produzida na região da Catalunha, com obras de Gaudí e Picasso, por exemplo, além de exposições temporárias. Informações sobre ingresso e horários confira aqui.

El Poble Espanyol

pobleespanylTrata-se de um museu a céu aberto que reproduz em tamanho natural a arquitetura de diversas partes do país. São 115 construções, ruas e praças, como se fosse um vilarejo de verdade que mostram um pouco de outras regiões da Espanha sem precisar sair de Barcelona. É muito interessante o local. Fica próximo ao MNAC e à Fonte Mágica, na Avinguda Francesc Ferrer i Guàrdia, 13. Dá para fazer o tour virtual aqui. Fiz a visita enquanto esperava o início da dança das águas da Fonte Mágica.

Fonte Mágica

roteirospossiveis148.JPGPor ser verão, demorou um bocado para o início da dança das águas da Fonte Mágica, uma das atrações mais encantadoras de Barcelona. A fonte fica em frente ao MNAC. Lá do alto tem uma vista panorâmica da Fonte. O local fica apinhado de gente. Mas é descendo as escadas que encontrará uma posição mais privilegiada. Entre o Museu e a fonte ficam 4 colunas em estilo jônico que representam a bandeira catalã.

roteirospossiveis147.JPGUm pouco antes de escurecer, as águas começam a rolar, tanto pelas cascatas que saem entre as escadarias sob MNAC e quanto da própria fonte. O bailado das águas segue o ritmo das músicas. O repertório é bem eclético, desde músicas clássicas até canções populares. “Ai, se eu te pego”, do Michel Teló, já esteve na lista. Recomendo muito que assistam. Encanta crianças e adultos. Mas fiquem atentos porque o local costuma ficar bem cheio e favorável para os batedores de carteiras.

E aí gostaram? Se você já visitou, compartilhe com a gente suas impressões. Aproveite curta e compartilhe nas redes sociais este post. Até a próxima!

Imagens: Anderson Corrêa / Reprodução da internet

Anúncios