O segundo dia em Beagá foi destinado a conhecer os atrativos que se localizam no bairro das Mangabeiras, na região mais alta da capital mineira. É lá onde fica o Parque de mesmo nome, o qual tem como uma das principais atrações um mirante, do qual se tem uma vista da cidade. Para isso tivemos que caminhar pela Av. Getúlio Vargas até a Av. Afonso Pena, onde passava o ônibus (Linha 1170) que deveríamos tomar para chegar aos pontos de interesse. A caminhada foi bem tranquila, o que nos deu oportunidade de aproveitar melhor a Savassi, o bairro onde estávamos hospedados.

Já seguiu o @roteirospossiveis no Instagram?

Como disse, Mangabeiras fica numa região bem alta da cidade, e já no primeiro ponto de interesse a gente conseguia perceber isso. A Praça do Papa, que ganhou esse nome devido a visita do pontífice João Paulo II, em 1980, – que admirado disse “Que belo horizonte!” -, é ampla e costuma receber atividades culturais. No meio dela foi erguido monumento em homenagem ao religioso. Mas talvez o que tenha me chamado atenção foi a arquitetura em torno da praça. As casas são muito bonitas. Algumas com um toque de modernidade e outras que remontam àquelas casas europeias, cheias de flores no jardim.

roteirospossiveis92A subida continuou até o parque. Antes mesmo de adentrá-lo, podemos ver muitos moradores praticando esportes. Há um grande estacionamento no local. Mesmo espaço onde fica o ponto final do ônibus. A entrada é gratuita. Existem muitos pontos de interesse no lugar. A praça central , chamada de Praça das Águas, tem um lago com peixes, chafarizes e primaveras. Mas abaixo, foram construídas praças de esporte e playground. Na primeira, inclusive, há um espaço para prática de skate (creio que deve ser recém inaugurado), porque estava bem conservado.

roteirospossiveis94Mas bem, queríamos chegar mesmo era no mirante. Contudo, parecia que ninguém sabia informar aonde deveríamos ir. Demos uma volta imensa para conseguirmos uma informação decente. Nessa volta, encontramos uma praça de alimentação sob as árvores do parque e para nossa surpresa avistamos alguns animais silvestres, como os quatis. Esse pedaço do parque era muito agradável, com a mata bem preservada. Aliás, o Parque das Mangabeiras é a maior reserva ambiental da capital mineira e um dos mais extensos parques urbanos da América Latina.

roteirospossiveis93Quando finalmente encontramos um placa indicando para que lado ficava o mirante, a empolgação tornou a reinar em nossos corpos. Mas nem tudo eram flores. Lembrar que mirante ficava no alto, é lembrar também que vamos ter de subir ladeiras. A primeira parte, inclusive, é a mais puxada. O caminho de pedras é bem íngreme. Quando chegamos ao topo dessa ladeira acompanhados de outras pessoas todos começaram a se perguntar que direção tomar. Não existiam placas de orientação. Apenas uma indicando o ponto de ônibus. Apesar de achar que eles não transitavam por ali. Achei de deveríamos seguir pela esquerda, já que meu bom senso de direção dizia que tínhamos vindo da direita. E seguimos o caminho. Graças a Deus corretamente.

Conseguimos fazer uma boa caminhada de uns 20 minutos. O calçamento dessa via às vezes era irregular, o que dificulta os passos de quem não está acostumado a subir morros. Por nós passou uma dupla em suas bicicletas. Sentia que eles faziam pouco da nossa cara. No fim dessa rua tinha ainda uma escada feita de pedras e galhos. Subimos e finalmente chegamos numa estrutura de madeira no alto do morro. Era o mirante. A vista não é aquela que se possa dizer “Que belo horizonte!”, mas surpreendia. Conseguimos ver o centro da cidade bem pequeno. Em volta, muita mata preservada. Logo partimos dali, lembrando que teríamos o caminho de volta para percorrer. Foi mais tranquilo. Para baixo, todo santo ajuda.

roteirospossiveis95Andando um pouco mais, você encontrará uma tirolesa, que foi inaugurada ano passado. Não sabíamos disso, por isso acabamos não indo até lá. A tirolesa com 800 metros de extensão chega até a praça de esportes do parque. Informações podem ser obtidas no endereço https://www.tirolesabh.com.br/.

E aí, já foram ao Mirante? Como foi a experiência? Conta aí nos comentários!

Anúncios