A 15 km do centro de Florianópolis, o distrito histórico de Santo Antônio de Lisboa é um dos pontos altos das atrações da capital catarinense. A ocupação da região foi fundamental na colonização da cidade, já que esta era uma das principais portas de entradas das embarcações lusitanas que chegavam à região sul do país trazendo mercadorias e imigrantes que se instalaram no local, muitos vindos da Ilha dos Açores, em Portugal.

Já seguiu o @roteirospossiveis no Instagram?

Hoje, o bairro preserva muito de seus primeiros habitantes, com uma vila tipicamente açoriana, de centrinho cheio de casas com fachadas típicas portuguesas e uma vida bem praiana, já que a faixa de areia que margeia a região é um dos grandes pólos de atividade econômica da cidade.

É por ali que ficam os bares e restaurantes famosos por servirem pratos feitos com frutos do mar. Pescados, ostras, lulas, polvos, etc… São muitas as opções. A produção de ostras fica alguns quilômetros dali. Tudo muito fresco, como nos disse uma das garçonetes do bar onde apreciamos a iguaria, bem em frente ao mar. Ao longo dessa pequena, você via encontrar decks de restaurantes que servem a todos os bolsos.

Há ali também algumas casas de artesanato, que mostram um pouco da cultura local. Se preferir pode frequentar uma pequena feirinha instalada na praça principal da cidade. Na verdade é uma pequena rua, a primeira que recebeu calçamento de pedra da cidade. Ali há barraquinhas de sebo de livros, de doces, e de tantas outras coisas interessantes. Nesse local também fica a placa de boas vindas que conta um pouco de sua história do bairro, antes chamado de Freguesia de Nossa Senhora das Necessidades.

Ao lado fica um café delicioso. O Café da Praça tem ótimas opções de bebidas. No final você pode datilografar uma mensagem para afixar nas paredes do lugar e marcar sua presença ali. Há wi-fi no Café. Seguindo a rua à frente, você chegará à Igreja de Nossa Senhora das Necessidades, pequena, simples e acolhedora. Mais adiante há um museu que conta os costumes da região, mas não consegui chegar até lá, porque os que me acompanhavam estavam cansados. Povo fraco. Sinceramente.

Creio que uma tarde é suficiente para apreciar o local. Chegue para o almoço e depois caminhe pela cidade. Vai ser uma tarde agradável. Dá para fazer uma caminhada também pela prainha, de areia meio escura e água gelada.

Clique nas fotos para vê-las por inteiro.

Anúncios